sábado, 31 de outubro de 2009

Em pobreza,o Pará só é melhor que o Amazonas


.
Bolsa-Família é uma política compensatória, mas não promove desenvolvimento


BELÉM, PA – Era com certo orgulho que os paraenses se referiam à sua pobreza antes de o Estado (como toda Amazônia) ser sangrado nas suas artérias vegetais pelas estradas de penetração: aqui havia pobreza, sim, mas não miséria. Os resultados do Índice de Desenvolvimento Familiar (IDF), publicados na edição passada do "Jornal Pessoal" mostram que esta situação chegou ao fim: o Pará tem agora a segunda pior pobreza do Brasil, que só é melhor que a pobreza do Amazonas. Significa dizer que nossos pobres são mais pobres até do que os do Nordeste, arquétipo da miséria antes do Bolsa-Família, de cujo cadastro o índice foi extraído.

É uma constatação chocante, mas quem se importa com ela? Ao que parece, ninguém. Ou só o Dieese, a fonte de estatísticas sindicais, que repercutiu a matéria, repassando os dados. Eles são um atestado da vilania nacional em relação à última grande fronteira de natureza do país (e do mundo) - e da falência das elites locais.

O Bolsa-Família, uma política compensatória (mas que não promove desenvolvimento), foi mais eficiente no Nordeste do que na Amazônia, as regiões situadas no rabo da fila da economia brasileira, por algum fator que ainda não foi bem analisado, mas que pode ser político, em função da grandeza demográfica (e eleitoral) da região nordestina

HILOTA DO GOVERNADOR



Chico Preto é tido como amigo pessoal do governador Eduardo Braga, ‘cacique’ do PMDB no Amazonas

O secretário-geral do PMDB, Miguel Biango, afirmou, ontem, que a sigla decidiu propor à Justiça Eleitoral a cassação do ex-presidente municipal da legenda, deputado estadual Marco Antônio Chico Preto, porque o partido “quer dar exemplo” e “não pode abrir precedentes” para que outros parlamentares, da capital e do interior, sejam infiéis à sigla e fiquem sem punição. “O mandato pertence ao partido. Não podemos abrir mão do que a lei nos permite”, disse Miguel Biango. Chico Preto trocou o PMDB pelo PP.

CRIME ORGANIZADO EM MANAUS



Dinheiro foi apreendido e 16 pessoas presas


A “Operação 40º” deflagrada ontem pelas polícias Civil e Militar desmantelou um plano para matar os promotores de Justiça Alberto Rodrigues e Ronaldo Andrade, e o secretário Executivo de Inteligência, Thomaz Vasconcelos Dias. Numa residência no bairro São José, Zona Leste, da traficante Patrícia Oliveira da Silva, 28, irmã do também traficante Frank Oliveira da Silva, o “Franquizinho do 40”, os policiais apreenderam mais de R$ 200 mil que seriam usados para pagar pistoleiros que executariam o plano de morte.

A ação desarticulou ainda uma das mais poderosas quadrilhas que atuava no tráfico de drogas da Zona Sul, com a prisão de mais 10 pessoas, entre elas quatro da mesma família: entre elas André Costa da Silva, 53; Alderlan Lima de Araújo, 28; e Charles Oliveira da Silva, 24, o “Camarão” - respectivamente pai, marido e irmão de Patrícia -, além de cinco policiais civis acusados de extorquir as bocas-de-fumo comandadas pela família, que tinha como base a área do igarapé do Quarenta, no bairro da Raiz.

Além do dinheiro, carros, armas, joias, munições, drogas e material utilizado para embalar e refinar substâncias entorpecentes foram aprendidos durante a operação. Doze mandados de prisão preventiva e outros 16 de busca e apreensão foram cumpridos no bairros Morro da Liberdade, São Lázaro, Cachoeirinha, União, Parque Dez e conjunto Nova Cidade, no bairro Monte das Oliveiras. As ordens judiciais foram expedidas pelo juiz da 2ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (2ª Vecute), Mauro Antony.

Em depoimento, ontem, Patrícia reafirmou informações prestadas antes à força-tarefa - formada por promotores e delegados da Polícia Civil -, dando conta de uma ordem de “Franquizinho” para executar os promotores e o secretário de Inteligência. O traficante determinou que cada boca-de-fumo arrecadasse entre R$ 15 mil e R$ 20 mil para pagar os pistoleiros que executariam o plano de morte.
Fonte:acrítica

DESVIO DE GASOLINA DA POLICIA MILITAR



DAN CÂMARA NA MIRA DO TCE

O Tribunal de Contas do Estado decidiu criar uma comissão para investigar o "desvio" de gasolina da bomba da Policia Militar. Um vídeo que circula em Manaus revela que "carros fantasmas", inclusive com placas clonadas, estão abastecendo em nome da PM. O TCE entende que a responsabilidade de investigar é sua, mas uma denúncia já está sendo protocolada no Ministério Público Estadual. O coronel Dan Câmara (foto), pode responder a processo por improbidade administrativa.

No TCE, o presidente Raimundo Michilles atendeu a uma solicitação do Secretário Geral de Controle Externo, Leomar Salinag, que pede seja levantado como é feito o abastecimento dos veículos da Policia Militar, quem autoriza e porque carros que não são da corporação estão utilizando o gasolina e diesel pagos pelo contribuinte.

Outra questão que está sendo apurada envolve a presença de carros com placas clonadas, que são utilizados por oficiais da Policia Militar. O TCE considerou documento importante nas investigações matéria publicada há três semanas pelo jornal Diário do Amazonas.

Policiais que utilizam viaturas para as rondas noturnas alegam que não conseguem desenvolver com mais eficiência o trabalho de combate à criminalidade por falta de combustível. Mas os oficiais estão esbanjando.

BRASA VIVA

'AMIGOS DO IMPERADOR'

O governador Eduardo Braga vem sendo tratado como 'deus' pelos políticos. Todos querem o seu apoio, da esquerda mais enrustida (leia-se Vanessa ) `a direta mais sem vergonha (carimbe-se Belarmino Lins). As pesquisas dizem que o povo gosta de Braga. E gosta porque não o conhece. Mas gosta... O cara tá arrebentando com o estado.

PROCEDIMENTOS

A gente critica muito o governo. Também, faz tanta bobagem. Não é por nada que o Ministério Público vem dizendo que todos os dias abre um "procedimento"para investigar licitações, geralmente viciadas. Mas estão batendo no governo porque a Força Nacional de Segurança foi chamada para atuar no Amazonas. Era preciso gente, e exatamente aonde vai agir, nas áreas de fronteira. A droga consumida no centro-sul encontrou esse roteiro. Nada mais natural que a FNS chegue e faça a sua parte. Afinal, foi criada para isto.

DESCARTADO

O deputado Chico Preto está vivendo o chamado inferno astral. De um lado o PMDB, seu antigo partido, quer tomar seu mandato, alegando infidelidade partidária, porque ele se mudou de mala e cuia para o PMN, no início de outubro. O irônico é que Chico Preto saiu do partido do governador Eduardo Braga, seu amigo pessoal de longas datas, e ingressou na sigla do vice-governador Omar Aziz. Assim, parecia que tudo estava resolvido dentro de casa. Não estava. Tem mais: como é suplente, no início de abril de 2010 desocupará, se permanecer, a cadeira para o titular Francisco Souza (PSC), até aqui licenciado para ser ouvidor-geral do Estado.

IRRESPONSABILIDADE OU INCOMPETÊNCIA

O atraso de quase três anos para a entrega do porto de Itacoatiara causou polêmica, ontem. O diretor-presidente do Departamento Nacional de Infra-Estrutura Terrestre (Dnit), Luiz Antônio Pagot, criou mal-estar ao responder sobre o atraso. “Estou me sentindo constrangido com esse atraso”, disse Pagot. A obra é do governo federal, mas é executada pelo govero estadual. Partidários do governador Eduardo Braga acreditam que Pagot “fustigou” Braga a mando do ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR).

Diplomacia Procurado pela coluna, Pagot disse que não teve a intenção de criar polêmica, mas que fica realmente “sentido” com o atraso da obra.

DEMAGOGIA I

Telinha O deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB) está em conversas adiantadas para voltar a apresentar um programa de TV no ano que vem. A expectativa é que ele volte à tela da TV Em Tempo.

DEMAGOGIA II

Coincidência? Os acertos para a sua volta ao ar “coincidem”, mais uma vez, com a proximidade de um ano eleitoral. Em 2008, quando seu filho, o vereador Reizo Castelo Branco (PTB), disputou as eleições, Sabino também fez um providencial retorno à televisão.

TROCO I

Para quem morre de raiva das operadoras de telefonia móvel, aqui vai uma boa notícia. A Oi e a Vivo foram multadas em R$ 1,32 milhão pela Agência Nacional de Telecomunicações.

TROCO II

A multa foi aplicada, originalmente, à Amazônia Celular, que pertencia ao grupo Telemig e que foi repartida entre Oi e Vivo. A Anatel multou a operadora por não ter conseguido alcançar as metas estipuladas pelo órgão.

'FÔLEGO'

Folga A Águas do Amazonas ganhou um pouco mais de “fôlego” nesta semana. O Ministério Público do Trabalho (MPT) decidiu prorrogar por mais um ano o prazo para conclusão do inquérito civil que apura as denúncias de que a empresa não reserva postos de trabalho para deficientes.

UM DOS PIORES

Aperto A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) publicou, ontem, os limites para interrupções de abastecimento que a Amazonas Energia terá de obedecer a partir de 1º. de janeiro de 2010. A Amazonas Energia tem um dos piores índices de quantidade e duração de interrupção de abastecimento de energia elétrica do Brasil.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

AVIÃO QUE CAIU ONTEM TEM 9 SOBREVIVENTES



A aeronave que caiu ontem na floresta Amazônica foi localizada por helicópteros da Força Aérea, com a ajuda dos indios da região. Há nove sobreviventes.

Os destroços do avião foram localizados numa área entre as cidades de Cruzeiro do Sul, no Acre, e Tabatinga, no Amazonas, próximo ao rio Itui, afluenrte do Javari.

Ainda não foram divulgados os nomes dos sobreviventes, mas estavam na aeronave o primeiro-tenente Carlos Wagner Ottone Veiga, segundo-tenente José Ananias da Silva Pereira; suboficial Marcelo dos Santos Dias eo primeiro-sargento Edmar Simões Lourenço, a enfermeira Jositéia Vanessa de Almeida e os técnicos da Funasa João de Abreu Filho, Diana Rodrigues Soares, Marcelo Nápoles de Melo, Maria das Dores Silva Carvalho, Maria das Graças Rodrigues Nobre, Marina de Almeida Lima

BRASA VIVA

DINHEIRO ESCORRENDO PELO IGARAPÉ

Quem achou um exagero a somatória dos recursos destinados às obras do Prosamim empregados em consultorias - R$ 26 milhões somente este ano - ficou perplexo com novo contrato milionário, publicado no Diário Oficial que circulou ontem. O governo do Amazonas acaba de contratar o Consorcio Vetec Valente para prestar serviço de consultoria e elaboração de projetos. Vai pagar R$ 8 milhões. Isso eleva os gastos com consultorias para R$ 34 milhões, dos quais a Concremat leva R$ 15 milhões e a Quanta Engenharia outros R$ 11 milhões. É a grana suada do contribuinte escorrendo pelo igarapé...

VAI DAR CERTO COMO O 'EXPRESSO' DE R$ 175 MILHÕES?

O município que entrou na rota do turismo nacional e internacional por conta, principalmente, dos graciosos botinhos cor de rosa, tem uma história recente e curiosa na sua administração: troca de prefeitos 12 vezes, por ordem da Justiça. Agora sob nova direção, vem o sonhado porto, pelas mãos do Ministério dos Transportes, cujo titular é Alfredo Nascimento, senador do PR e candidatíssimo ao governo do Estado. Um investimento de R$ 15 milhões. Obra iniciada, mas agora surgem dúvidas sobre o impacto ambiental.

SINDICATO X VICENTE NOGUEIRA

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação pensa que o secretário municipal de Educação, Vicente Nogueira, quer é acabar com os Conselhos de Alimentação Escolar. Tanto do Fundeb, quanto o da educação. "Ele está querendo acabar com os conselhos, que foram eleitos democraticamente e são previstos pela constituição", afirmou a presidente do Sindicato, Isis Tavares, por meio da sua assessoria. É uma resposta a Nogueira, que questionou a legalidade dos conselhos.

BRAGA E O BNDES

O governador Eduardo Braga pediu autorização da Assembleia Legislativa para um novo empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, no valor exato de R$ 167.424.000,00. Os recursos,
segundo o governo, servirão para viabilizar despesas de capital, conforme o Plano Plurianual e também nos orçamentos do Estado. O montante proveniente da operação será consignado como receita no orçamento ou em créditos adicionais.

AERONAVE QUE CAIU TINHA 11 PASSAGEIROS

O Comando da Aeronáutica informou nesta noite que a aeronave C-98 Caravan da Força Aérea Brasileira (FAB), que desapareceu hoje de manhã, quando realizava um voo entre Cruzeiro do Sul (AC) e Tabatinga (AM), tinha 11 pessoas a bordo. O grupo, segundo nota da Aeronáutica, estava em apoio a missão de vacinação do Ministério da Saúde.

PENÚLTIMO

Amazonas teve a segunda menor redução no números de pobres entre 2006 a 2008,segundo dados da pesquisa do Laboratório de Estudo da Pobreza da Universidade Federal do Ceará.

EX-PREFEITO ADAIL PINHEIRO DO PMDB

O governo do Amazonas,que tem pelo menos uma dezena de contratos de alugueís de avião,não conseguiu uma passagem para levar o preso Adail Pinheiros em Coari,como determinou a Justiça. Para os 'companheiros' do Governador Eduardo Braga nas 'visitas ao interior' não faltam aviões.

ALUGUEL

R$ 78 mil é o valor do contrato assinado entre Câmara Municipal de Manaus (CMM)e a MB veículos LTDA.Para aluguel de dois carros para transporte de passageiros e deslocamentos de servidores e equipamentos.O contrato tem vigência de 12 meses.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

MERCENÁRIOS



O governador Eduardo Braga conseguiu, pela primeira vez na história do Amazonas, reunir num só cesto a esquerda tradicional - PT/PCdoB e a ala mais atrasada do PMDB - Belarmino Lins e Cia. Mas o preço tem sido alto, senão para o próprio Braga, para a sociedade. O PT virou dono da UEA, uma instituição que tem sido partidarizada. A educação superior merecia ser poupada. Não foi. O resultado é o caos administrativo, mistura de público com privado e muita ingerência partidária numa instituição pública. Uma pena.

R$ 66 milhões para o Estado



Pescadores terão que se cadastrar

O seguro-defeso vai injetar R$ 66 milhões na economia do Amazonas entre os meses de dezembro deste ano e março de 2010. Serão beneficiados cerca de 45 mil pescadores em todos os municípios. O seguro-defeso é um programa do Governo Federal que tem o objetivo de garantir renda ao pescador durante o período em que a pesca fica proibida, de 15 de novembro a 15 de março. O dinheiro vem do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

No Amazonas, o programa é executado por meio de parceria entre a Superintendência Regional do Trabalho (SRT/AM), Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) e Caixa Econômica Federal.

O primeiro passo começa no dia 03 de novembro, com o processo de habilitação dos pescadores. Técnicos da Setrab e da SRT vão visitar cada um dos 62 municípios para receber dos dirigentes das colônias, associações e sindicatos de pescadores a documentação necessária para liberação do pagamento.

O pagamento será feito através do Cartão Cidadão, nas agências da Caixa Econômica Federal ou nas casas lotéricas localizadas em cada município.

A SRT vai habilitar cerca de 28 mil pescadores em 40 municípios, representando a liberação de R$ 54 milhões. Já a Setrab atenderá 22 municípios, beneficiando oito mil pescadores, o que significa injeção de R$ 14 milhões. Os primeiros municípios que serão visitados pelas equipes da Setrab são: Amaturá, Santo Antonio de Icá, Tonantins, Japurá, Juruá, Jutaí, Boca do Acre, Pauini, Tapauá e Itamaraty

BRASA VIVA

DEM fura acordo com o Amazonas

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado (GO), deixou ontem o presidente nacional do partido, Rodrigo Maia, em saia justa. Articulou e orientou a bancada do Democratas a votar contra os interesses do Amazonas na pauta que tratava da PEC dos CDs e DVDs. A ação frustrou conversas que Maia teve com o governador Eduardo Braga (PMDB), em Manaus, na semana passada, quando o assunto foi discutido. Esta semana, Maia também participou das articulações pró-Amazonas.

AJUDAR QUAL ESTADO?

Empenho O ex-deputado Pauderney Avelino (DEM), que participou das conversas do DEM com Braga, ao ser procurado pela coluna, comentou: “Há uma estratégia que está em curso. O presidente do partido está empenhado em ajudar”, explicou.

MERCOSUL

As câmaras de comércio do Brasil e da Venezuela se reuniram ontem para discutir a entrada dos hermanos no Mercosul, que será votada no Senado hoje. A discussão interessa ao Amazonas, já que a Venezuela é o 2º principal parceiro do Polo Industrial de Manaus.

INVESTIGAÇÃO

Circula à boca pequena que dois magistrados da Corte do TRE-AM estariam sendo investigados pela Polícia Federal. Procurado, o superintendente da PF no Amazonas, Sérgio Fontes, respondeu: “Não digo nem desdigo”.

FARRA DINHEIRO PÚBLICO

Festeiro Vereadores agora já sabem o motivo do presidente da CMM, Luiz Alberto Carijó (PTB), ter antecipado o feriado do servidor público para o dia 26. Segunda-feira, foi ao show do cantor Tony Bennett, e em seguida foi para o RJ assistir ao show de Mariah Carey.

PROPINEIROS

Bola cheia Jornal que a prefeitura lançou esta semana em homenagem ao servidor público enche a bola dos agentes de trânsito do IMTT. Dois azuizinhos são capa da edição. Em setembro, o prefeito Amazonino Mendes disse que no IMTT havia “muita gente pegando bola (propina)”.

AMIGO DOS EMPRESÁRIOS!



Queda no faturamento das empresas teria feito prefeito segurar redução


O prefeito Amazonino Mendes não deve baixar a tarifa de ônibus este ano, apesar de já ter acenado para essa possibilidade. Mas ele decidiu realizar até dezembro a nova licitação para o sistema de transporte. O projeto de lei do executivo para a licitação será enviado em novembro para a Câmara Municipal de Manaus (CMM). A idéia é que os vereadores votem o projeto antes do recesso parlamentar. A informação é da secretária municipal de Comunicação, Liliane Maia.

De acordo com a secretária, a redução da passagem deve acontecer em 2010, quando novas empresas passarão a atuar em Manaus, após a licitação. Conforme ela, a queda mensal de 8% no faturamento das empresas registrada desde agosto é um dos motivos que levou o prefeito a segurar a redução da tarifa. “Ele vai conseguir reduzir a tarifa. É uma questão de organização do sistema”, disse. Conforme Liliane Maia, o prefeito vai lançar o edital de licitação porque percebeu que as empresas não vão conseguir cumprir a renovação da frota. “Por este motivo, ele decidiu se antecipar”, disse.

A renovação da frota foi uma condição que o prefeito Amazonino Mendes deu às empresas para conceder o reajuste da tarifa, ocorrida no dia 30 de junho. A contrapartida das empresas foi assegurada em uma alteração do contrato de concessão assinada no dia 28 de julho, na qual a Transmanaus foi desfeita. Uma das cláusulas é que até o dia 16 de novembro as empresas teriam que renovar 10% da frota de ônibus. No entanto, as próprias empresas já sinalizaram que não conseguirão cumprir o cronograma, conforme declarações dadas pela assessoria do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Manaus (Sinetram).

Até julho de 2010, as empresas deveriam renovar 100% da frota de ônibus com mais de dez anos. De acordo com a secretária de Comunicação, o sistema de transporte tem um déficit de 800 ônibus, a maioria nas zonas Leste e Norte, de um total de 1.200 veículos que, oficialmente, operam em Manaus.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Amazonas tem 310 mil famílias na miséria



Dados do Ministério do Denvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) mostram que o Amazonas é o segundo Estado na região Norte com o maior número de famílias que vivem abaixo da linha da pobreza, com renda per capita mensal de até R$ 140, atrás apenas do Pará.
Segundo o MDS, no [...]

AMIGO DO REI!

PRESTÍGIO

Enquanto o governador Eduardo Braga diz que os pregões eletrônicos produziram uma economia de R$ 1,5 bilhão para o seu governo, as coisas andam de mal a pior lá pelas bandas da Comissão Geral de Licitação. A Eyes Nwhere , escolhida para fornecer mais de 100 câmeras de vigilância ao Governo do Estado a um preço de R$ 6,5 milhões, é acusada de apresentar uma certidão com rasuras em pregão eletrônico. Mesmo assim, a empresa não foi excluída do processo licitatório.

OLIGARQUIA ESTÁ DE ...



DINHEIRO GORDO

A nova arena que surgirá com a demolição do estádio Vivaldo Lima poderá ser financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Por enquanto o banco está criando uma linha de crédito de R$ 400 milhões apenas para estádios privados – caso do o Morumbi, em São Paulo, a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Beira Rio, em Porto Alegre, que sediarão jogos da Copa de 2014, mas uma grana preta deve ser direcionada as arenas mantidas pelos estados, entre elas o Vivaldão.

SAÚDE DO AMAZONAS NA UTI



Santa casa fechada descaso com a saúde no Amazonas


Pegou mal para o governo do Amazonas o anúncio de que o hospital universitário Getulio Vargas poderia fechar as portas. Ficou pior quando o hospital informou ontem que estava suspendendo as cirurgias, já marcadas, por falta de anestésicos, analgésicos e fios para procedimentos cirúrgicos. Tudo bem que o hospital é mantido pelo governo federal, que faz repasse de R$ 1,2 milhão por ano – insuficientes para suprir a demanda de pacientes. Mas é uma unidade de saúde importante para a cidade e o estado. O HGV não pode virar a Santa Casa, que o governo Braga permitiu fosse fechada. Por pura birra. O então secretário Wilson Alecrim gostava dos gestores do hospital.

A CIDADE ESTÁ UM 'CAOS': CADÊ O DINHEIRO DA PREFEITURA?


ELEIÇÃO 2010


Prefeitura sem verba para os temporários

O secretário municipal de Administração, José Antônio Assunção, disse ontem que a Prefeitura de Manaus não tem fôlego financeiro para permanecer com os mais de 6 mil funcionários temporários e ao mesmo tempo promover um concurso público para o ingresso de novos servidores municipais.

De acordo com Assunção, a folha de pagamento dos temporários consome mensalmente entre R$ 11 e R$ 12 milhões, dos R$ 73 milhões referentes ao valor total do custeio com o funcionalismo municipal. “O prefeito tem toda disposição para resolver esse impasse dentro da legalidade e conforme determina os órgãos fiscalizadores, mas não temos como viabilizar as duas coisas”, justificou Assunção. Ele esteve reunido na tarde de ontem com os vereadores Marcelo Ramos (PSB), Homero de Miranda Leão (PHS), Isaac Tayah (PTB), Marise Mendes (PTB) e Socorro Sampaio (PP), na sede da Semad, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul.

Ramos defende o cumprimento do parágrafo 4 da Lei nº 1.197, de 31 de dezembro de 2007, a qual considera titulares efetivos os servidores ativos e inativos que, até a data da publicação da referida lei tenham sido admitidos com fundamento no art. 1 da Lei nº 336, de 16 de março de 1996, que é a lei a qual rege o contrato temporário de trabalho no âmbito do Município de Manaus. “Do ponto de vista jurídico, de que todos os temporários da Prefeitura contratados até o dia 31 de dezembro de 2007 são considerados titulares efetivos dos seus cargos, portanto, não podem ser demitidos”, justificou Marcelo.

BRASA VIVA

JUGAMENTO EM PAUTA

O Relator do processo de perda de mandato do prefeito Amazonino Mendes no TRE-AM, Francisco Maciel,disse ontem que levará a matéria a julgamento na primeira quinzena de Novembro.A demora,segundo ele,se deve à extenção do processo,que contém seis volume.

INGREDIENTE PARA TRAPALHADAS

Esse Plano de Meta estabecido pelo CNJ para o Judiciário julgar milhares de processos em prazo exíguo pode resultar em muita injustiça. Pressa em julgamentos é um bom ingrediente para trapalhadas.

ENQUANTO ISSO, NA SALA DA INJUSTIÇA...

Esse negócio de colocar no mesmo espaço, dividindo a mesma “sala especial” da PM, o ex-deputado Wallace Souza e Rafael Souza, precisa ser revisto urgentemente. A ser confirmada que está em curso um processo de eliminação de testemunhas do caso envolvendo pai e filho...

CONVERSA DE CACIQUES

Os caciques políticos não param de reunir. Conversam, discutem, marcam encontros, mas fechar "negócio" que é bom ninguém fecha. Tem sempre um com o pé atrás. E cada um deles com uma opinião sobre o outro: "ele não presta, não é confiável". Na prática, nessa seara politica, ninguém é melhor nem pior do que ninguém.Todos se nivelam.

AM terá que devolver dinheiro

O Estado do Amazonas terá que devolver dinheiro que recolhia a mais dos servidores da saúde nos descontos do vale-transporte. Ao menos 20 mil trabalhadores da Susam serão beneficiados. A sentença do juiz Leoney Figliuolo, da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, saiu na semana passada e foi publicada na última segunda-feira no Diário da Justiça. Ele entendeu que o Estado errou ao calcular o desconto pela remuneração, ao invés de ter feito pelo vencimento.

PRECEDENTE

O vereador e advogado Marcelo Ramos , que assina a ação, disse que a decisão de Leoney Figliuolo abre precedente para outro processo semelhante, mas no setor de educação. Juntos, a conta do Estado com essa dívida deverá chegar a mais de R$ 100 milhões.

IRMÃOS

O governador Eduardo Braga (PMDB) e o ministro Alfredo Nascimento (PR), que não se falavam pessoalmente havia três meses, encontraram-se ontem, em Brasília, para cuidar da PEC dos CDs e DVDs, prevista para ser votada hoje à noite.

ELEIÇÃO 2010

A contagem do tempo sem contato pessoal entre os dois foi feita pelo próprio ministro, que, após ligar para Braga e acertarem o encontro, comentou na frente de parlamentares: “Faz noventa dias que a gente não se fala.”

PRIORIDADE

Dois números na proposta orçamentária da prefeitura mostram os rumos da gestão Amazonino Mendes (PTB) para 2010: construção de áreas de esporte e lazer: R$ 4 mil; construção da sede da Semef: R$ 10,5 milhões.

IMPROBIDADE

A Prefeitura acionou ontem na Justiça a ex-secretária municipal de Meio Ambiente Luciana Valente. O processo a acusa de ter feito pagamento de mais de R$ 1 milhão à empresa Fergel por serviços que não teriam sido executados.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Manacapuru na pauta do TRE-AM



O julgamento do processo movido pelo Ministério Público Eleitoral contra a eleição de Edson Bessa, prefeito de Manacapuru já está agendado para o dia 03 de novembro. Por conta disto Manacapuru já começa a viver um verdadeiro clima de festa, tal a expectativa e a confiança daquele povo no julgamento do TRE, principalmente após o firme posicionamento da corte eleitoral no julgamento que culminou na cassação do ex-prefeito Peixoto, de Itacoatiara. A título de informação, o Ministério Público Eleitoral elencou nada menos do que a prática de seis crimes eleitorais que teriam sido cometidos por Edson Bessa, na última eleição em Manacapuru. Finalmente, depois de tanto tempo, este processo começa a entrar na fase final, e, a maioria da população de Manacapuru, hoje, aposta na justiça eleitoral.

CORRUPÇÃO DO OLHO ELETRÔNICO




O governo do Amazonas está enrolado com uma licitação para aquisição de Sistema de monitoramento da área metropolitana de Manaus, composto por mais 100 câmeras e acessórios de segurança. O valor ultrapassa os R$ 6,5 milhões. A licitação, vencida inicialmente pela Eyes Nwhere Sistemas Inteligentes, acabou anulada porque a concorrência denunciou que uma funcionaria da Comissão Geral de Licitação - Marilucia Meireles - “aceitou” uma certidão apresentada pela empresa com data adulterada. A funcionaria foi demitida, mas sobre a Eyes não recaiu qualquer sanção administrativa.

A CGL não administra o patrimônio do estado como um todo, mas tem a poder de direcionar recursos fabulosos para empresas mediante processo licitatório, em tese, transparente, em que o estado busca suprir suas necessidades mediante a compra de produtos e serviços com qualidade e preço baixos.

O caso da aquisição das câmeras e ilustrativo do pouco caso dado a questão transparência. Se houve participação de uma funcionaria, convalidando uma certidão adulterada, cabe contra a empresa uma investigação séria e com ampla publicidade.

A sociedade tem o direito de saber o que está sendo feito com o seu dinheiro, o nível de lisura dos processos de compra e as razões pelas quais a CGL não determinou o afastamento da Eyes, que afinal apresentou, segundo consta, a certidão com “falhas” gravíssimas. Pode ter sido de fato uma falha, mas o ônus do "erro" não deve recair apenas sobre uma simples funcionária

CASA DA MÃE JOANA!



O Governador Eduardo Braga disse ontem desconhecer os contratos e convênios do Governo Estadual com Organizações da Sociedade Civil de Interesses Públicos (OSCIPS),e Organizações Não-Governamentais (ONGs), que só este ano já superaram R$ 155 milhões e no Governo dele superou R$ 1,6 BILHÕES. A afirmação do Governador foi feita na chegada dele ao Studio 5,onde falou na Abertura do 4 Congresso Brasileiro de Compras Públicas.Questionado sobre o por que o seu governo opta contratar entidades com dispensa de licitação para realizar serviços como a gestão de parques públicos,ele disse: "Quem pode saber disso é o Secretário de Cultura. O exercício da governança está acima dessas questões." Eu não posso saber de tudo".

BRASA VIVA

FARSA I

Episódios dos últimos dias mostram um distanciamento entre o governador Eduardo Braga (PMDB) e o ministro Alfredo Nascimento (PR). No sábado, durante evento na BR-174, Alfredo ironizou as realizações do governador. Chamou Braga de competente, mas ressalvou que 90% de suas obras foram construídas com verba do Governo Lula. Ontem, o líder de Braga na ALE, Sinésio Campos (PT), distribuiu notícia à imprensa, criticando uma obra de Alfredo na cidade de Novo Ayrão.

FARSA II

Eleições O distanciamento entre Braga e Alfredo é efeito da pré-disputa eleitoral do ano que vem. Alfredo deve ser candidato à sucessão de Braga, que, por sua vez, tem ao seu lado o vice-governador Omar Aziz (PMN), que também é pré-candidato.

LAMBE BOTA

Vaga Próxima viagem do governador Eduardo Braga ao interior será para a região do baixo Amazonas. A disputa por vaga na comitiva começou ontem, após a confirmação da agenda.

ENGANAÇÃO

Raios X Relato de um PM, sobre o Batalhão Raio, criado em setembro, sob forte marketing: “Estamos trabalhando sem direito a folga; as motos novas prometidas não chegaram; e o refeitório fica perto de estábulos”.

NEPOTISMO

Escolha do secretariado do prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso (PMN), reafirma a vocação da classe política local para a imoralidade no serviço público. Nomeou o irmão dele Aldemir Mitouso para cuidar das Finanças.

DIA 'D'



Hoje será o dia D para uma parte da cúpula do Judiciário amazonense. O CNJ coloca em pauta processo administrativo disciplinar no qual figuram o ex-presidente Francisco Auzier e o atual, Domingos Chalub, por suposto envolvimento com o grupo de Coari, comandado pelo então prefeito Adail Pinheiro.

FARINHA DO MESMO SACO!



SERAFIM FARIA TUDO DIFERENTE?

O prefeito Serafim Correa foi rápido na resposta a uma pergunta simples, mas embaraçosa, feita esta manha durante entrevista ao CBN Manaus: o senhor, caso tivesse sido reeleito, manteria a mesma equipe de governo dos últimos quatro anos? Não, respondeu o ex-prefeito, que admitiu ter escolhido um secretariado sem experiência administrativa, “mas que o deu o que podia dar de melhor para a cidade”.

Serafim rebate as acusações de Amazonino Mendes, que tem reclamado que herdou uma cidade arrasada, do ponto de vista urbanistico e administrativo. O ex-prefeito evidentemente que não concorda com as queixas do sucessor – e deixou isso claro hoje, ao reclamar dos ataques do sucessor - mas Amazonino, cuja principal característica é o exagero, tem uma certa razão. A cidade poderia ter avançado muito nos últimos quatro, mas estancou na falta de ação, de criatividade e na incapacidade de ousar, de enfrentar desafios.

Serafim diz que, como prefeito, avalizou Manaus para ser sub sede da copa do mundo, e que a Fifa não teria premiado a cidade com a escolha caso tudo aqui fosse um caos. Mas não foi isso – o caos ou não caos – que pesou na escolha de Manaus como sub sede pela Federação Internacional de Futebol. Foi a proposta do que Manaus poderia ser em 2014 e o punhado de real (R$ 7 bilhões) colocado no tabuleiro. Uma proposta para ganhar,mesmo que Maanaus fosse o que sempre foi: uma Sucupira.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Processo de Amazonino começa a andar no TSE



O processo de cassação do prefeito Amazonino Mendes deve ir a votação no TSE no decorrer do mês de novembro. As informações foram obtidas com advogados que atuam em Brasília. O processo retomou seu ritmo normal porque o ministro Carlos Ayres Brito, que estava com o mesmo e com o qual tramitava em passos de tartaruga, foi eleito para presidente do TSE e foi obrigado a redistribuir todos os processos. Desta forma, o processo de Amazonino Mendes caiu nas mãos do ministro Ricardo Lewandoviski que o fez andar imediatamente.

ONGs 'PILANTROPICAS'



O governo do Amazonas e a prefeitura de Manaus repassaram este ano R$ 155 milhões a cem Organizações não Governamentais (ONGs) e Organizações de Sociedade Civilde Interesse Públicos (OSCIPS).Muitos são ligados a políticos como Associação de Saúde São Sebastião,que recebeu R$ 500 mil do governo do Estado e tem 'parceria' com a Clínica e Hospital São Sebastião do filho do deputado Wilson Lisboa (PCdoB),Asdrúbal Lisboa.
Dados do Tribunal de Conta do Estado (TCE),que segundo Presidente da Instituição Raimundo José Michiles, a prestação de conta da Associação de Saúde São Sebastião,apresentou irregularidades está sendo 'investigada'.

*R$ 29 milhões foram repassados pelo governo a 15 entidades ligadas a políticos do Amazonas no ano passado.

*156,7% foi o crescimento dos repasses do governo as ONGs nos últimos seis anos,durante a administração Braga.O número de entidades cresceu apenas 24%.

BRASA VIVA

CONTRA

A bancada federal do Amazonas e o Governo do Estado têm apenas hoje e amanhã para obter votos contra a Proposta de Emenda Constitucional 98, que trata da produção de CDs e DVDs no País. A proposta ameaça 20 mil postos de trabalho do Polo Industrial de Manaus. Na semana passada, o governador Eduardo Braga (PMDB) apelou até ao DEM. Ontem, o deputado federal Átila Lins (PMDB) disse que vai trabalhar hoje para que o PMDB libere a bancada e facilite as articulações do AM.

PERNADA

Estranha Na viagem do governador Eduardo Braga ao Médio Solimões, no fim de semana que passou, quem chamou atenção foi a deputada Vera Lúcia Castelo Branco. Integrante do PTB, que sinaliza apoio ao PR, ela estava na comitiva de Braga, que apóia o vice-governador Omar Aziz (PMN).

MALANDRAGEM

Colaborador da coluna define a antecipação do feriado do Dia do Funcionalismo Público de quarta-feira para hoje, feita pela CMM, como uma malandragem. Duvida que os vereadores trabalhem na sexta-feira, início do feriadão do Dia de Finados.

TRAVESSIA

Transtorno Quem foi ontem a Autazes para a abertura da Festa do Leite encontrou problemas para atravessar. A espera pelas balsas demorou mais de quatro horas. Apenas duas embarcações particulares operavam na travessia.

CNJ

O desembargador Domingos Jorge Chalub será julgado amanhã pelo CNJ. Os ministros vão decidir sobre seu afastamento.

A FARSA DO PTB

Ninguém engoliu o “racha” entre o prefeito Amazonino Mendes e o deputado federal Sabino Castelo Branco. Tudo uma estratégia para o próprio Amazonino – que é candidatíssimo ao governo do estado, apesar de publicamente não assumir esse papel - justificar que a promessa de apoio ao ministro Alfredo Nascimento afinal foi uma promessa, “dificultada pelos trabalhistas’’. A única coisa de verdadeiro que existe nessa farsa do PTB é o fato de Sabino decididamente não gostar do ministro. Nada mais oportuno do que o deputado assumir o Partido, fingir insatisfação com Amazonino e, de sobra, atacar Alfredo.

FARSA 2

Dois fatos revelam que a falsa do PTB é real. A primeira delas é que Amazonino é amigo de Roberto Jefferson, o presidente de honra do partido. Jefferson não permitiria que Sabino “tomasse” o PTB do Amazonas sem que Amazonino fosse previamente comunicado. E de fato Jefferson conversou com Amazonino. Ou melhor, Amazonino conversou com Jefferson. Tudo armação.

FARSA 3

Segundo fato: apesar de reclamar que o PTB não tem espaço no governo Amazonino Mendes, Sabino Castelo Branco tem inúmeros cabos eleitorais nomeados na prefeitura. Acaba de perder o seu espaço na televisão e depende de Amazonino para manter o que chama de projetos sociais (leia-se eleitorais), especialmente o seu restaurante popular, na zona leste, que só funciona em períodos de eleição.

COSTURANDO ALIANÇAS

Para consolidar a sua candidatura ao governo do estado o ministro Alfredo Nascimento tem que costurar, e rapidamente, alianças sólidas com partidos no Amazonas. Mas essa tarefa vem sendo dificultada. O senador João Pedro está perdendo espaço no PT, que pende para o deputado Sinésio Campos, que prefere o partido aliado ao PMDB. O PTB já acenou que não marchara com Alfredo. Sem alianças e com o tempo reduzido na televisão, as chances de Alfredo chegar ao governo do estado ficam reduzidas. Mas nunca é demais lembrar que o ministro é bom de voto e, mesmo com um quadro de coligações desfavorável, pode surpreender.

NEM REZA NEM MACUMBA

A proximidade do julgamento do processo de cassação do prefeito Edson Bessa, de Manacapuru, está deixando o governador Eduardo Braga nervoso. Foi por causa do forte e desregrado apoio do Palácio da Compensa que Bessa, eleito em 2008, entrou nessa fria. Muita irregularidade no processo eleitoral, comprovada pelo juiz do pleito, e que levou o Ministério Publico dar parecer pela cassação. Não há como salvar Bessa. Nem reza, nem macumba.

'EFEITO CASCATA'



Projetos de lei do PGJ serão analisados pelos deputados estaduais. Reajuste de servidores também está previsto


A Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público Estadual (MPE) encaminhou dois projetos de lei à Assembleia Legislativa do Estado (ALE) onde pleiteia correção salarial para funcionários e membros do órgão com valores que chegam a R$ 24 mil. O MP quer fazer valer o “efeito cascata” sobre os rendimentos de procuradores e promotores, com base no aumento de salário concedido pelo Congresso Nacional aos subsídios dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

As duas mensagens que pedem os reajustes salariais começam a tramitar no Legislativo Estadual esta semana. Na primeira, o MPE requer acréscimo nos rendimentos de promotores e procuradores de 5%, retroativo a 1º de setembro deste ano, e 3,88% a partir de 1º de fevereiro de 2010. Os porcentuais são os mesmos concedidos pelo Congresso Nacional aos salários dos ministros do STF. O subsídio dos ministros, que era de R$ 24,5 mil, saltou para R$ 25.725, a contar de 1º de setembro, e será de R$ 26.723 a partir de fevereiro de 2010.

Atualmente, os procuradores do MPE e o procurador-geral de Justiça do Amazonas ganham salário de R$ 22.111,25. Se o reajuste reclamado pelo órgão for aprovado pela Assembleia, o subsídio passará a valer R$ 23.261,81, a contar de 1º de setembro deste ano, e será de R$ 24.117,62 a partir do dia 1º de fevereiro de 2010. Os subsídios dos membros do MP estão estabelecidos na Lei Ordinária nº 3.086, de 14 de setembro de 2006, sobre a qual o Ministério Público solicita alteração.

Entrâncias

Pelo projeto de autoria da Procuradoria-Geral de Justiça, a correção salarial também atingirá a classe dos promotores. Os chamados promotores de entrância especial, que atuam em Manaus, terão aumento de subsídio de R$ 19.900,12 para R$ 20.895,13, a contar de 1º de setembro, e R$ 21.705,86 a partir de 1º de fevereiro do ano que vem. Os promotores que trabalham nas entrâncias intermediárias (em comarcas próximas a Manaus e com volume maior de processos que outras cidades do interior), que tem salário de R$ 17.910,10, passarão a ganhar R$ 18.805,61, a contar de setembro, e R$ 19.535,26 em fevereiro de 2010.

Já os salários dos promotores de entrância inicial (de comarcas distantes da capital) passará dos atuais R$ 16.119,10 para R$ 16.925,06, a contar de setembro, e será de R$ 17.581,75 em fevereiro do ano que vem. Os promotores em início da carreira, que atualmente recebem salário de R$ 14.507,19, terão aumento salarial de pouco mais de R$ 700, a contar de setembro de 2009, e em fevereiro de 2010 receberão R$ 15.823.

“O pleito por reajuste sobre o valor dos subsídios dos ministros do STF tem origem no engajamento nacional de várias classes de servidores que tem neste limite seu parâmetro remuneratório, como os membros do Judiciário, membros dos Ministérios Públicos, os Procuradores e Defensores Públicos”, justifica o projeto de lei enviado pela Procuradoria-Geral de Justiça à ao Legislativo Estadual na última quinta-feira.
Fonte:acrítica

domingo, 25 de outubro de 2009

'RECUPERAÇÃO DA BR-174'?



Contrato de recuperação para estrada que está ótima


Há algo de estranho na assinatura do contrato para a "recuperação da BR-174" celebrada ontem pelo ministro Alfredo Nascimento por ocasião de mais um aniversário da cidade de Manaus. Se o contrato for para recuperar a estrada, a obra é desnecessária porque os 107 quilômetros entre Manaus e Presidente estão um tapete, sem um único buraquinho que seja. Há algum outro ponto bastante obscuro. Se o contrato visa criar mais uma faixa na estrada, vale ressaltar que a obra j;a vem sendo realizada há pelo menos dois meses. Será que a empreiteira recebeu primeiro para iniciar a obra e só dois meses depois o contrato for firmado?????. Se excluída toda a propaganda política do lançamento da obra, e se ela se destinar à manutenção da rodovia, há um ponto positivo, apesar de não se entrar mérito dos valores do contrato.

BRASA VIVA

BOI DE PIRANHA I

O prefeito Amazonino Mendes (PTB) deu nova demonstração de proximidade ao ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), pré-candidato ao Governo do Estado. Foi ontem à assinatura da ordem de serviço de restauração da BR-174 (Manaus-Boa Vista) e voltou a fazer elogios a Alfredo: “Vim aqui para parabenizar, vim para dar um abraço. Foi um esforço notável, uma luta sem quartel. É um dever de todos os amazonenses”.

BOI DE PIRANHA II

Estreitamento Não é a primeira vez que Amazonino e Alfredo aparecem juntos publicamente. O ministro tem prestigiado os eventos do município e, em troca, já recebeu até uma declaração de apoio do prefeito, que disse que Alfredo era seu candidato, por convicção.

CONTANDO COM OVO...

Animado A Executiva Estadual do PDT quer que o senador Jefferson Praia (PDT) dispute as eleições do ano que vem como candidato ao Senado. O assunto foi tratado em reunião, na última sexta-feira. Praia, que assumiu a vaga de senador com a morte de Jefferson Peres, ficou animado.

MANDATO CASSADO

Reviravolta A possibilidade de eleição de Praia foi discutida, mas na expectativa de que haja uma reviravolta no cenário atual. Este cenário trabalha com a possibilidade de o governador Eduardo Braga (PMDB) não participar da eleição e que Amazonino Mendes (PTB) tenha o mandato cassado.

PAUTA

A propósito, o processo que trata da cassação do mandato do prefeito Amazonino Mendes e do vice, Carlos Souza (PP), está pronto para ser julgado pelo TRE-AM. Só depende do juiz Francisco Maciel colocar o processo em pauta.

CUTUCADA

Do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Belarmino Lins (PMDB), sobre a redução do recesso parlamentar de 45 para 30 dias: “Quem quiser tirar mais de 30 dias de férias, vai ser juiz ou promotor”.

NÃO ATENDEM

Fibra Pesquisadores da Ufam disseram à coluna que as máquinas de desfibrar juta e malva, que a Secretaria de Estado da Produção (Sepror) pretende comprar, não atendem às normas técnicas vigentes. Não têm sequer responsável técnico.

BURACOS

Moradores do Campos Elíseos e Belvedere encaminharam à coluna um desabafo contra a prefeitura: “Sofremos demais com o excesso de buracos nas vias. Sinceramente, não há nenhuma rua na região citada que esteja 100% transitável”.

TODOS CONTRA O AMAZONAS

A semana reserva uma intensa articulação do Amazonas para tentar reverter a tendência de derrota do Estado na votação da Proposta de Emenda Constitucional, que trata de CDs e DVDs. O principal obstáculo da bancada é o lobby de artistas e gravadoras.

BESSA NA LINHA DA NAVALHA

O prefeito Edson Bessa pode perder o mandato. Acusado de compra de votos e outros ilícitos durante a campanha do ano passado, o prefeito de Manacapuru “senta “no banco dos réus no próximo dia 3, quando o processo – com parecer do Ministério Publico Eleitoral pela cassação –entra em pauta, O caso está mexendo com o mundo político. Bessa foi eleito com o apoio do governador Eduardo Braga, que não poupou esforços para azeitar a máquina que produziu votos de forma ilícita. Nos últimos dias emissários do governo bateram à porta de muita gente importante pedindo apoio para evitar que Bessa naufrague. O que está por trás desse interesse é o colégio eleitoral de Manacapuru, um dos maiores do estado. E que Braga não quer ver escorrer pelos dedos, depois de tanto esforço para eleger o pupilo.

CURTO CIRCUITO

A Secretaria Municipal de Educação está contratando a empresa Distrel Distribuidora Ltda como fornecedora de material elétrico no valor de R$ 827 mil. O prazo para o fornecimento dos produtos, entre os quais lâmpadas, será de 45 dias. Muita gente acha a compra desnecessária e o valor do contrato um excesso.

SEM QUADROS

A Fundação Dr. Thomas está perdendo os seus melhores quadros. Acaba de demitir a psicóloga Deborah Crystina Gomes Barreto. Com um orçamento de R$ 12 milhões e apenas pouco mais de 100 internos, falta à fundação técnicos com experiência no envelhecimento e uma visão mais apurada da administração pública.

ABRIR O BICO

O ex-prefeito de Coari, Adail, Pinheiro, anda com os nervos à flor da pele. Tem mandado muitos recados aos ex-amigos. Se sente abandonado. A qualquer hora abre o bico e sacode o tapete. Se falar pode envolver muita gente boa. Põe boa nissso...

OLHOS ABERTOS

Olha só essa. A Prefeitura de Manaus esta promovendo licitação para contratação de empresa especializada na instalação e assinatura mensal de equipamento de rastreamento e monitoramento GSM/GRPS em regime de comodato com dois chips de dados e proteção de senha no equipamento em 150 veículos (podendo ser mais, muito mais). O problema é que a prefeitura não tem carros. Está nas mãos das locadoras com as quais gasta mais de R$ 80 milhoes de seu orçamento anual. O que precisa ser discutido e investigado é se o município de Manaus está contratando esse serviço para as locadoras.

A FALÁCIA DO GÁS II



Custo de obra do gasoduto Urucu-Manaus cresce 84%


Documento obtido pelo jornal ”Folha de S.Paulo” revela que o gasoduto Urucu-Manaus, da Petrobras, custará quase o dobro do que a estatal previa ao iniciar a obra, em 2006. O orçamento saltou de R$ 2,4 bilhões para R$ 4,58 bilhões, em março deste ano. Uma diferença de 84%.

Mais um aditivo contratual, de R$ 200 milhões, segundo o documento, está sendo negociado entre a Petrobras e o consórcio Consag (das construtoras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia), responsável pela construção do trecho do gasoduto entre Coari e Anamã, mas a estatal diz que "no momento" não há tal articulação.

O gasoduto Urucu-Manaus está sendo construído para transportar o gás natural da região petrolífera de Urucu até Manaus. O objetivo é substituir o consumo de óleo diesel por gás natural nas termelétricas que atendem a cidade e mais sete municípios.

Os dados sobre o preço do gasoduto constam de um relatório do comitê de representantes da Eletrobrás, Petrobras, Manaus Energia e Cigás ( Companhia de Gás do Amazonas), encarregado de avaliar o custo do transporte do gás natural.

Trata-se de um documento para uso interno das empresas, ao qual a reportagem teve acesso. O relatório faz um retrospecto dos contratos e dos aditivos autorizados até março.

Embora a Petrobras tenha autonomia para contratar grandes obras sem licitação pública, por força do decreto 2745/98, o Tribunal de Contas da União tem questionado os aditivos contratuais acima de 25%, limite permitido por lei.

Com o encarecimento do gasoduto, aumenta também a tarifa de venda do gás natural. Os contratos assinados, em 2006, pela Petrobras com a Cia Amazonas de Gás e Manaus Energia, para fornecimento do gás de Urucu, previam uma tarifa de transporte do gás de R$ 9,20 por MMBtu (ou R$ 0,343 por metro cúbico). Em dezembro de 2008, o cálculo estava em R$ 13,11 por MMBtu (R$ 0,489 por metro cúbico), alta de 42%.

Aditivos

O gasoduto tem 660 km de extensão. Para administrar a obra, a Petrobras criou uma empresa de propósito específico chamada Transportadora Urucu Manaus S/A, que contratou três consórcios de empreiteiras para executar o serviço. As contratações foram por sistema de convite, em que a estatal escolhe as empresas que apresentam propostas. Segundo o relatório obtido pela reportagem, o custo total do projeto, em 2006, era de R$ 2,487 bilhões, dos quais R$ 1,438 bilhão referia-se aos contratos com as empreiteiras. Com os aditivos autorizados pela Petrobras, o valor dos contratos com as empreiteiras já somava R$ 2,24 bilhões em março deste ano.

O primeiro trecho do gasoduto, de 279 km, foi entregue ao consórcio Gasam, formado por OAS e Etesco. O contrato foi assinado no valor de R$ 342,59 milhões, em julho de 2006. Ele sofreu um aditivo de aumento de preço em setembro de 2007, de R$ 49,4 milhões, e dois no ano passado: de R$ 31,97 milhões, em junho, e de R$159,52 milhões, em dezembro. Assim, o valor subiu para R$ 583,48 milhões.

O segundo trecho, de 196 km, foi entregue ao consórcio formado pelas construtoras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia. É considerado o trajeto mais complicado da obra, com áreas alagadas.

O valor inicial do contrato, assinado em julho de 2006, era de R$ 666,78 milhões. Em 2007, a Petrobras fez um aditivo no valor de R$ 563,48 milhões (84,5% de aumento), para compensar custos não previstos, como o gasto de R$ 85 milhões com helicópteros, e a paralisação dos trabalhos por causa de chuvas. O relatório indica também falhas no projeto original do gasoduto.

O terceiro trecho, de 186 km, entre Anamã e Manaus, foi o único que não teve aumento de preço. O contrato com o consórcio Gasoduto Amazonas (Camargo Corrêa e Skanska Brazil) foi assinado em julho de 2006, com preço de R$ 428 milhões. Segundo o relatório, pelas medições realizadas até agora, houve variação de 3,19% sobre os preços contratados.

Fonte: Folha de S.Paulo/Sindcomb Notícias, junho/09

A FALÁCIA DO GÁS I



Rede de distribuição que vai levar gás natural às usinas térmicas começou a ser construída no ano passado


Finalmente, Manaus está prestes a mudar sua matriz energética. A rede de distribuição para as usinas térmicas deve ser concluída ainda este ano e as fábricas do Polo Industrial devem começar a utilizar energia gerada a gás a partir de 2010. Porém, para o professor Jamal Chaar, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), pouca coisa vai mudar logo de cara. A tarifa de energia não ficará mais barata - como muita gente está pensando - e não haverá gás, tão cedo, para abastecer a frota de veículos.

Mesmo com o uso do gás, a energia de Manaus continuará sendo subsidiada. Por fazer parte de um sistema isolado de geração e distribuição, o preço de mercado da energia consumida na cidade seria muito alto. Para compensar esse problema, existe uma taxa, a Conta de Consumo de Combustível (CCC), que é paga pelos consumidores dos demais Estados.

A CCC vai continuar existindo com a chegada do gás. A diferença está nos custos para a União, já que o gás natural é cerca de 50% mais barato que o óleo diesel usado nas usinas térmicas. O subsídio ao consumo de Manaus só vai parar quando a cidade estiver interligada ao sistema nacional por meio do linhão de Tucuruí.

Para o consumidor comum, de imediato, a única mudança estará na confiabilidade da oferta de energia. Ou seja, não vai faltar energia por falta de combustível nas usinas. Mas isso não significará o fim das interrupções no fornecimento. A falta de energia não ocorre porque as usinas são movidas a óleo, mas por uma série de fatores, mais ligados à vulnerabilidade da rede e a pontos de sobrecarga.

Indústria

Inicialmente, o gás também não vai fazer muita diferença para a indústria. De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares de Manaus (Sinaees) Wilson Périco, o ganho será na qualidade do fornecimento. Por conta do constante risco de interrupção, praticamente todas as fábricas possuem grupos geradores que não serão aposentados com a mudança da matriz energética. “O que esperamos é depender cada vez menos deles”, disse Périco.
Fonte:acrítica

sábado, 24 de outubro de 2009

BRASA VIVA

QUEM PLANTA VENTO...

O prefeito Amazonino Mendes está com pena do seu vice, Carlos Souza. Ontem, na CBN Manaus, Amazonino disse: “coitado do Carlos, com tantos problemas...”. Segundo assessores, Amazonino anda tão sensível que tem chorado quando fala da desgraça que se abateu sobre a família do homem que lhe deu a mão e o ajudou a chegar a prefeitura de Manaus. Somente neste aspecto, Amazonino faz pose: diz que não precisou de ninguém para se eleger. Menos do povo, é claro.

TCE EM COARI

Uma Comissão de Inspeção do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas está em Coari, fazendo auditoria na Prefeitura do município. Os técnicos do TCE estão analisando com lupa as contas de 2007 e 2008 do ex- Prefeito Adail Pinheiro.

NEGÃO SOB PRESSÃO

O prefeito Amazonino Mendes (PTB) demonstra no rosto, conforme revelam as fotos nos jornais, o cansaço provocado pela idade e sobretudo pressões, vindas de todo lado. O Ministério Público Estadual aperta o cerco: quer ver a Justiça obrigando-o a abrir nova licitação para o transporte coletivo e manda suspender todo o processo do Plano Diretor de Manaus, em análise na Câmara Municipal. O sistema de transporte coletivo funciona de forma precária e os empresários não agem de acordo com a lei, segundo o MPE. Já o Plano Diretor não teria sido amplamente discutido com a sociedade, como deveria. E tudo cai no colo de Amazonino, que tanto brigou para ser prefeito, prometendo uma administração “revolucionária”.


...NÃO FOI ESSE O COMBINADO

Bem ao seu estilo, Amazonino disse, mais uma vez, em entrevista à Rádio CBN, que será candidato ao governo. Deixou implícito que se trata de puro desapego ao poder, ao lembrar que seu nome está na frente, em pesquisas e não apenas isso: o povo, no interior ou nas ruas de Manaus, quer saber se é candidato. Não, não será candidato, porque tem uma “tarefa” (qual?) a cumprir, como prefeito. O vice Carlos Souza (PP) deve sentir um aperto no coração toda vez que ouve o prefeito falar essas coisas, porque não foi esse o combinado.

DEMAGOGIA ELEITORAL

O governador Eduardo Braga saiu em viagem ao interior do Estado. A tiracolo alguns deputados da base aliada, inclusive o presidente da Assembleia Legislativa, Belarmino Lins (PMDB). Além de visitar as bases eleitorais do interior, a viagem pode servir para afinar o discurso que os deputados governistas devem seguir nesse período que antecede as eleições 2010. Afinal, é o período em que a reduzida oposição costuma ficar assanhada e olhar com lupa possante tudo o que governo faz ou deixar de fazer. É guerra mesmo e todos querem ganhar.

CMM abre, PMM fecha na segunda

Dois atos publicados esta semana mostram a falta de sintonia entre Prefeitura e Câmara Municipal de Manaus. O prefeito Amazonino Mendes (PTB) transferiu para o dia 30 (sexta-feira) o feriado do Dia do Funcionalismo Público. Já o presidente da Câmara, Luiz Alberto Carijó (PTB), antecipou o mesmo feriado para a segunda-feira. A antecipação surpreendeu os vereadores, que apenas ontem foram comunicados da mudança, por intermédio de ofício circular

RESSACA

Entre alguns parlamentares da CMM há informação de que houve acordo. A decisão teria sido tomada para que os vereadores pudessem estar livres na ressaca do Boi Manaus, que se encerra no domingo.


RECORDE

O governador Eduardo Braga (PMDB) superou todas as marcas de seus atrasos em eventos. Ontem, chegou para a inauguração da sede da Fapeam três horas depois do horário previsto. Seria às 10h, chegou às 13h.

PARABÉNS

Mérito O escritor amazonense Márcio Souza está entre os nomes de expressão nacional que receberão a Medalha do Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados.

PAUTA

Está marcado para o próximo dia 3 de novembro o julgamento do processo que pede a cassação do mandato do prefeito de Manacapuru, Edson Bessa (PMDB). Ele é acusado de caixa 2 e compra de votos durante as eleições de 2008.

DENÚCIA

O processo contra ele foi movido pelo ex-prefeito Ângelus Filgueira (PV), segundo colocado no pleito. A ação foi reforçada pelo Ministério Público Eleitoral, que, em parecer, recomendou a cassação de Bessa.

IMPROBIDADE

Vereadores de Barreirinha apresentaram ontem, no MPE, queixa-crime contra o prefeito Mecias Sateré (PMN). Afirmam que o prefeito, desde o início de sua gestão, nunca realizou licitação.

EMBARGO

Estudantes e professores da UEA entraram com uma representação no Ministério Público Estadual (MPE) para tentar impedir a construção do hospital universitário da instituição na Zona Leste.

CIMENTO

A representação aponta falta de transparência nas discussões sobre o local e diz que a área não é apropriada para o funcionamento de um hospital. O problema apontado pelos estudantes é a proximidade com uma fábrica de cimento.

OBRA 'SUPERFATURADA' 200%

O pai O deputado licenciado Eron Bezerra (PCdoB) entra hoje na disputa pela paternidade do gasoduto Coari-Manaus. Mandou estender outdoor com uma mensagem direta: “O gás está chegando. Obrigado, Eron. Nós vencemos!”


E A DUPLICAÇÃO?

O ministro Alfredo Nascimento (PR) vai hoje a Presidente Figueiredo assinar a ordem de serviço para o início das obras de restauração na BR-174 (Manaus-Boa Vista).

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

NINGUÉM MERECE!


EM 2010 DIGA NÃO A ESSA TRUPE

A celebração de mais um aniversário de Manaus remete a uma história de descaso, oportunismo e esculhambação administrativa. Basta olhar o estrago dos últimos mandatos e o caos urbano em que se transformou a cidade, nas administrações que se sucederam desde o início da década passada. De Amazonino, Artur, Eduardo, Alfredo, Serafim e Amazonino uma sucessão de vaidades e incapacidade gerencial do município que, sequer possui um Plano Diretor, muito menos saneamento básico, transporte coletivo de massa, saúde, segurança e educação a contento.

Onde tudo começou

Começou no inicio da década de 80, com o Boto que nomeou um prefeito biônico no rescaldo da ditadura militar. Mas foi quando assumiu a prefeitura em 1993, pela segunda vez, o prefeito Amazonino retomou sua gestão destrambelhada, caudilha e perdulária, sem atentar para os problemas estruturais, viários e de ocupação racional do espaço urbano, muito menos para as funções administrativas de Planejar e Controlar.

Seu antecessor, o atual senador tucano, Artur Neto, foi o último prefeito a cuidar pra valer de saneamento. Foi o último a colocar sistema de tubulação e drenagem nas Zonas Oeste, Sul e Leste, mesmo sabendo que o eleitor não iria ver seu trabalho subterrâneo. Canalizou e urbanizou o Igarapé do Franco em toda a extensão da Avenida Brasil, uma obra que o governo do Estado agora se meteu a reformar e só conseguiu irritar a população. Desde então, Amazonino e Eduardo Braga, depois Alfredo e Serafim e agora Amazonino de novo, o retrato urbano de Manaus não poderia ser mais deplorável.

Lixo, promiscuidade e informalidade

Um trânsito infernal, causado por obras tímidas, sem o mínimo de planejamento ou pela falta dele, que não previu o crescimento urbano nem planejou a abertura de ruas, viadutos e passagens de nível para escoamento viário. Governos que não recuperam há anos o calçamento e asfaltamento das ruas, fazendo dos recursos para esse fim oportunidades de negócios obscuros de propósitos sombrios. Governos municipais que deixaram o lixo, a promiscuidade e o comércio informal tomar conta do Centro, onde taxistas e ambulantes ocuparam a via pública em detrimento do ir e vir e uso coletivo das calçadas.
Fonte: Mascate.

DOCUMENTOS EM MÃOS



MALA CHEIA DE DOCUMENTOS


A distribuição do processo de Amazonino Mendes no TSE que pode resultar em julgamento rápido fez assessores diretos do prefeito recolher documentos técnicos indispensáveis a prestação de contas do período. Ninguém quer correr o risco de sair da prefeitura repentinamente e não ter os documentos em mãos.

MITOMANÍACO: NO MUNDO DA LUA


Amazonino 'prometeu' que administraria de dentro do ônibus!


Em entrevista a rádio CBN, o prefeito Amazonino Mendes disse que o seu governo vem recapeando e asfaltando as ruas da cidade e prometeu “buraco zero”em dezembro. O prefeito lamentou que a prefeitura venha trabalhando com pouco dinheiro – cerca de R$ 70 milhões – para investimentos, mas que esse valor pode chegar a R$ 400 milhões no próximo ano, com as mudanças no aparelho e arrecadação do município.

Perguntado sobre a promessa de campanha, quando anunciou que Manaus teria internet em todos os bairros – gratuita para quem não pudesse pagar- o prefeito desconversou. Disse que empresa OI vai melhorar os serviços em Manaus e que todos poderão acessar a Intrernet. O prefeito esqueceu que a promessa era de gratuidade.

Amazonino disse ainda que assumiu uma cidade relaxada, desorganizada, mas que com muito trabalho está mudando esse quadro.

BRASA VIVA

QUEM NÃO DEVE...

Os Deputados aprovaram, nesta quinta-feira 22, Moção de Apoio e Solidariedade ao presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Domingos Chalub, que pode ser afastado de suas funções pelo Conselho Nacional de Justiça. O CNJ estuda um pedido de afastamento. A iniciativa, de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, Belarmino Lins (PMDB) e subscrita pela maioria dos 24 parlamentares da Casa, diz que não existem motivos para o afastamento de Chalub, com uma carreira jurídica de 30 anos, “sempre desenvolvendo suas funções com retidão e alto espírito público”. O documento esclarece que a ALE não deseja interferir nas decisões do CNJ – nem poderia mesmo - mas não pode deixar de reconhecer na sua figura, todas as condições para desempenhar o cargo.

ARANHA: O “PEÇONHENTO”

“Eu gostaria de perguntar qual o interesse do mau-caráter, irresponsável servidor desta Casa, chamado Jerson Aranha, que produziu, dentro desta Casa, um realese enviado para mais de mil pessoas, atestando que o jovem cassado era inclusive integrante da infraestrutura do meu gabinete. Quero que o sr. Flávio Assen, diretor de comunicação desta Casa, me apresente esse mau-caráter, assim como quero que o presidente da Assembleia da Legislativa do Estado do Amazonas, tome providências, porque eu quero saber quais são as motivações de um funcionário desta Casa em enviar realese a mais de mil pessoas, dizendo que um deputado do Parlamento Jovem, cassado, era integrante do meu gabinete. Aprendi com o meu pai, que o maior patrimônio que um homem público pode ter, é o seu nome. E não será alguém com nome peçonhento, que haverá de macular o meu nome”.

ENTENDA O CASO

O deputado Marcos Rotta (PMDB) usou a tribuna da ALE, nesta quinta-feira, para desmentir que o aluno-deputado Paulo Sérgio, de Manacapuru, do projeto Parlamento Jovem, “cassado” por seus pares, seja integrante do seu gabinete. Rotta era apenas “padrinho” do estudante, assim como todos os deputados oficiais têm o seu “afilhado”, a quem fornecem vestuário apropriado para se apresentarem no plenário.

A IRA

De Marcos Rotta contra o jornalista Jerson Aranha, servidor efetivo da ALE, lotado no gabinete do deputado José Lôbo (PCdoB), é por conta de uma nota (realese) que ele distribuiu à imprensa, relatando o caso. O aluno-deputado cassado foi acusado de se aproveitar do mandato para pedir, inclusive, dinheiro para viagem a Manaus, quando todas as despesas são custeadas pela Assembleia Legislativa. Diante das denúncias, os demais 23 alunos-deputados agiram muito rápido: acionaram o Conselho de Ética, cassaram Paulo Sérgio e empossaram a primeira suplente, na quarta-feira 21. Ah, sim : Jerson Aranha ouviu todo o irado discurso do Marcos Rotta.

ATÉ “O CARA” ESQUECEU DE MIM
O outrora todo poderoso Adail Pinheiro, sabe agora como é amargo o ostracismo. Não faz tanto tempo assim, ainda prefeito de Coari, mas já cercado de denúncias por todos os lados, ele teve muita satisfação em recepcionar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Sim, Lula, ao lado do governador Eduardo Braga, inaugurou obras em Coari, o chamou de companheiro e elogiou a sua administração. Chegou a dizer que poderia dormir em Coari, se fosse convidado por Adail. Bons tempos, que talvez não voltem mais. Preso, acusado de crime de pedofilia, entre outros, Adail viu os amigos querendo distância dele e outros sendo mandados para a cadeia. Ascensão e queda.

HILOTA

O presidente da CMM, Luiz Alberto Carijó (PTB), mostrou ontem o grau de subserviência da direção da Casa ao Executivo. Na frente dos promotores que mandavam a Câmara devolver o Plano Diretor à prefeitura, ligou para se aconselhar com o prefeito Amazonino Mendes (PTB).

DESCONFIANÇA

Notícia de A CRÍTICA da última quinta-feira, que dava conta da cotação do nome do ex-presidente do Imtrans Eduardo Castelo para gestão Arnaldo Mitouso (PMN), em Coari, causou desconfiança. Há quem diga que a presença seria para pavimentar campanha ao deputado Marcelo Serafim (PSB).

LICITAÇÃO

O MPE pediu à Justiça que mande a Prefeitura realizar nova licitação para o transporte coletivo de Manaus. Mostra no processo, encaminhado na semana passada ao TJ-AM, que a frota opera precariamente e que as empresas do setor funcionam ao arrepio da lei.


DESPEDIDA

O presidente do TJ-AM, Domingos Chalub, fez um discurso ontem em tom de despedida, durante a reunião semanal da Corte. Agradeceu aos colegas que o apoiaram e disse que vai permanecer no cargo até o fim de seu mandato, ano que vem.

RÉU

A despedida de Chalub não ocorre por acaso. Na próxima terça-feira, o CNJ colocará em pauta processo administrativo que pede o afastamento dele da presidência do Tribunal.

RISCO

A corregedora de Justiça do TJ, Socorro Guedes, explicou que não usurpou a competência dos juízes criminais. Afirmou que sua decisão em favor dos magistrados de execuções penais cumpre preceitos que protegem detentos em riscos de morte e que ameaçam a segurança dos presídios.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

CORRUPÇÃO NA FUNDAÇÃO DR.THOMAS




Com um orçamento anual de R$ 12 milhões, a Fundação Dr. Thomas está "vendendo" um almoço para tornar, segundo diz a sua direção, o Natal dos velinhos mais feliz. Tem alguma coisa errada com a fundação que possui apenas 100 internos. É de se perguntar onde foi parar o seu gordo orçamento, ou se a política para a "melhor idade" foi jogada na lixeira. Ah, o almoço custa R$ 50. Compre, mas não esqueça: você já paga essa conta... Com a palavra o Ministério Público.

MEC prevê gasto de R$ 140 milhões com novo Enem



O Ministério da Educação prevê gastar mais de 140 milhões de reais com a nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio. Quase cem milhões serão pagos ao consórcio Cespe/Cesgranrio, contratado emergencialmente após o vazamento que adiou a aplicação do exame. Trinta e dois milhões vão para a gráfica e ainda haverá despesas com logística e segurança. O valor do contrato original do Enem era de 116 milhões de reais.

'Prefeito' manda professores rezarem


A cidade está um CAOS,'prefeito' está rezando para TSE não confirme sua cassação!

Os professores da rede municipal de ensino terão que rezar e rezar muito para obter reajuste salarial este ano. O conselho é do prefeito Amazonino Mendes. Numa reunião hoje com diretores de escolas e representante dos docentes, Mendes foi bem claro: "rezem para que a situação econômica melhore, porque só assim vocês terão reajuste".

Amazonino acrescentou que está atrás de mais recursos junto ao Ministério da Educação. Ele espera receber verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), para assim reajustar o salário dos mais de 9 mil professores que compõem a rede municipal de ensino.

"Quem terá de rezar e ele. Quem quer administrar uma cidade e que na campanha fez várias promessas aos professores tem de ter mais respeito com a categoria", disparou Isis Tavares, presidente do Sindicato dos Professores

SENSAÇÃO DE INSEGURANÇA


Em quanto o comandante da PMAM,coronel Dan Câmara faz progama de televião,a população pergunta cadê a polícia...


Alunos assaltados após aulas noturnas

Atenção secretário de Segurança Sá Cavalcante e comandante da PMAM, coronel Dan Câmara!!. A estudante Lúcia Silva alerta em que os alunos como ela da escola Áurea Pinheiro Braga, localizada no bairro Grande Vitória, Zona Leste da cidade, estão sendo alvos de constantes assaltos à mão armada. A propria diretora do estabelecimento tem liberado os alunos antes do horário de encerramento das aulas que fiquem menos imunes ao ataque dos ladrões. "A educação está mesmo desvalorizada, mas não é preciso que se deixem matar os alunos", destaca Lúcia.

BRASA VIVA

TCE DO AMAZONAS


A pretexto de manter um mesmo padrão de “design, cor, tamanho e estrutura” de seu mobiliário, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu comprar, com dispensa de licitação, novas estações de trabalho (mesas e cadeiras) para os conselheiros da Corte, que custarão R$ 110.064,15. Conforme o Diário Oficial do Estado que circulou ontem, a empresa Flexiv Escritórios de Sucesso, que fica localizada em Pinhais, no interior do Paraná, é quem vai fornecer os produtos.

ARGUMENTO

A publicação do TCE no Diário Oficial justifica a dispensa de licitação argumentando que “o prédio novo do Tribunal de Contas do Estado, desde o ano de 2007, foi padronizado com mobiliário da marca CG Indústria e Comércio, cujo nome fantasia é Flexiv Escritórios de Sucesso”.

PARABENS

Ilustres Dois estudantes amazonenses, um de Manaus e outro de Parintins, vão representar o Brasil nos Estados Unidos pelo programa “Jovens Embaixadores”, iniciativa financiada pela Embaixada americana. Os alunos passaram por seleção de prova escrita e oral, em inglês.



VISITA

A viagem dos estudantes está marcada para janeiro. Eles passarão duas semanas nos EUA e terão direito a visitar a Casa Branca. “Espero poder bater um papo com o (Barack) Obama”, disse Ícaro Alves, de 17 anos, representante brasileiro no programa, que mora com a mãe e um irmão na casa dos avós, no bairro Coroado 1. Ele é integrante do ‘Parlamento Jovem’ na Assembleia Legislativa do Estado (ALE).


ELEIÇÃO 2010 I

Diligentes Funcionários da Delta Construções, empresa que faz a manutenção da BR-174 (Manaus-Boa Vista), estão trabalhando a todo vapor. Foram avisados de que o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), vai visitar as obras na rodovia neste sábado.

ELEIÇÃO 2010 II

Quando o Ministro Alfredo Nascimento vai cumprir 'promessa de campanha' quando disse que duplicaria a BR-174 de Manaus a Presidente Figueiredo!

AMIGOS DO REI

Fora Rui Melo e Noêmia Maria Aquino, respectivamente assessor e chefe de gabinete da Presidência do TRE/AM, ficam fora dos cargos de confiança até a volta do desembargador Ari Moutinho à Corte. Ambos foram exonerados pela presidente em exercício, Graça Figueiredo, pela segunda vez. Moutinho está de licença médica.

PESQUISAS

Investimento Em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas vai dedicar mais R$ 1,5 milhão para o Programa Primeiros Projetos (PPP), que garantirá a pesquisadores recém-titulados o acesso a financiamento de pesquisas.

PLANO

O secretário Municipal de Educação, Vicente Nogueira, apresenta ao prefeito Amazonino Mendes (PTB) o “Plano de Ação para a Educação Municipal”. A apresentação será hoje, às 10h no auditório da Prefeitura de Manaus.


DONO DA RUA I

Empresária que aluga salas comerciais no conjunto Haydea, no bairro Chapada, Zona Centro-Oeste, transformou uma via pública, que dá acesso à avenida Djalma Batista, em estacionamento particular.

DONO DA RUA II
Com direito a corrente e cadeado, apenas clientes das lojas alugadas pela empresária são autorizados à estacionar na via pública. O absurdo acontece em frente ao Manaus Plaza Shopping, numa das áreas mais movimentadas da cidade, e ninguém faz nada

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO


Presidente da ALE,Berlamino Lins,descumpriu 'promessas' de não reajustar o benefício neste ano.


A Assembleia Legislativa do Estado (ALE)gastou entre Janeiro e Agosto deste ano R$ 11.594.268.80 com vale-refeição dos servidores do parlamento.O site da ALE até agora só disponibilizou os dados até Agosto,mas com um custo médio mensal de cerca de R$ 1 milhão,até Setembro,o gasto sobe para R$ 12,9 milhões.
Com esse dinheiro,dá para comprar 59 mil cestas básicas ao valor de R$ 219,38.

Distrito perdeu 14 mil postos de trabalho




O Pólo Industrial de Manaus sofreu uma retração de 17% no nível de empregos entre os anos de 2007 a 2009. Dos 110 mil postos de trabalho existentes em 2007, o pólo despencou para 96 mil, o que significa que 14 mil trabalhadores perderam seus empregos. Os dados fazem parte de um levantamento que o Sindcato dos Metalúrgicos do Amazonas acaba de concluir.

CASO PRODENTE

Anulação do Caso Prodente é um reconhecimento ao trabalho pericial da PF


O Ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski anulou com uma canetada só, o julgamento (?) do TRE-AM sobre o Caso Prodente.

Na época do julgamento, o TRE deixou de cassar os mandatos do deputado Nelson Azedo e do vereador Nelson Amazonas, "por falta de provas".

O DVD que continha as imagens de uma suposta captação ilícita de votos desapareceu misteriosamente do processo. As imagens mostravam dezenas de reuniões no auditório da Prodente, entidade mantida pelo deputado Nelson Azedo, onde se prometiam tratamentos dentários em troca de votos.

O DVD foi periciado pela competente equipe da PF comandada pelo perito Junior Brasil. O Inquérito foi conduzido pelo delegado federal Wesley Aguiar. Na ausência do DVD, o TRE poderia julgar o caso com base nas degravações promovidas pela perícia técnica. Mas, o sumiço misterioso do DVD deixou na sociedade uma sensação de impunidade. Nem mesmo os acusados puderam passar pelo crivo judicial e provar sua inocência.

O desfecho do Caso Prodente causou um mal estar nos meios jurídico e forense. Ninguém entendeu a posição do TRE, que agora, com a descida dos autos, poderá restaurar a verdade e a justiça. Contra ou a favor do deputado e do vereador acusados.

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO!



O pagamento de sessões extraordinárias no Poder Legislativo Estadual já engoliu do orçamento da Casa, em oito meses, este ano, R$ 2.080.179,00. É quase o total de extras pagas aos deputados no ano de 2008 inteiro. O dinheiro é dividido entre os 24 membros da ALE. Em média, cada um deles recebe R$ 12 mil por mês só de “extras”, mais o salário de R$ 12 mil.

O Tribunal de Contas do Estado, que aprovou resolução proibindo o pagamento de extras nos Legislativos Municipais, finge que não vê o pagamento. Questionado sobre o assunto, o presidente do TCE, Raimundo Michiles, perguntou: “Eles (deputados) recebem extras?”. Michiles disse não saber se o pagamento de extras constará na análise do julgamento das contas da Casa referentes ao ano de 2006. Conforme o site do TCE, o relator do processo é o conselheiro Júlio Pinheiro.

Assembleia aprova 'cotão' de R$ 22,8 mil


É ELE QUEM VAI PAGAR?

Segundo o artigo 10 do projeto, o saldo da cota não utilizada acumula-se até o fim de cada ano


A Assembleia Legislativa do Estado aprovou, ontem, uma cota única de benefício para os deputados estaduais no valor de R$ 22,8 mil. Além do “cotão”, os parlamentares continuarão recebendo extras de R$ 12 mil e salário no mesmo valor. O custo do contribuinte com cada um dos 24 membros da Casa pode chegar a R$ 46.800 por mês. A aprovação da cota única aconteceu três meses depois que o projeto começou a tramitar no Poder Legislativo Estadual. O benefício só será concedido a partir de janeiro de 2010.

O projeto que criou o “cotão” prevê a concessão de um único benefício para os deputados no valor de R$ 19 mil. A lei permite, entretanto, o acréscimo de 20% sobre o valor para o parlamentar que ocupar o cargo de líder ou vice-líder de partido, líder de minoria ou maioria, líder de governo, presidente, vice-presidente de Comissão Permanente ou membro da Mesa Diretora da Casa.

Todos os 24 deputados estaduais do Legislativo Estadual ocupam um ou mais cargos citados pelo projeto. Assim, todos receberão o adicional de 20% sobre a cota, que saltará para R$ 22.800 por mês. Só o “cotão” representará um gasto de R$ 547,2 mil por mês, ou R$ 6,5 milhões por ano. Com a cota, os deputados poderão cobrir, entre outras despesas, o pagamento de passagens aéreas, terrestres e fluviais “devidamente justificadas no estrito cumprimento da atividade parlamentar”.

O benefício também poderá cobrir gastos dos parlamentares com telefonia (fixa e móvel), serviços postais, locação de móveis e equipamentos, material de expediente e suprimentos de Internet, acesso à Internet, assinatura de TV a cabo, locação ou aquisição de licença de uso de software, assinatura de publicações, hospedagem do parlamentar e de funcionários fora do município de Manaus, locação ou fretamento de aeronaves, embarcações e veículos.

O “cotão” ainda autoriza a indenização de gastos dos deputados estaduais com serviços de segurança prestados por empresa especializada (até R$ 3 mil), despesas com materiais gráficos (até R$ 4 mil) e valores gastos com telefonia e correios (até R$ 3,5 mil), além da contratação, “para fins de apoio ao exercício parlamentar”, de consultorias e trabalhos técnicos, a quem será permitida a realização de “pesquisas socioeconômicas”.

Emenda proposta pelo relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, deputado Luiz Castro (PPS), e aprovada pelo Plenário, ainda autorizou os deputados a usarem o “cotão” para alugarem imóveis no âmbito do Estado a fim de desenvolverem “atividades parlamentares”.

BRASA VIVA

Empresários em lobby pró-Venezuela


Setores do Polo Industrial de Manaus articulam lobby em favor da entrada da Venezuela no Mercosul. A posição do Brasil sobre a inclusão do país vizinho no bloco está em discussão no Senado e o parecer do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) é contra os venezuelanos. Para os empresários locais, porém, a exclusão pode prejudicar projetos importantes, como o que trata de Porto Ordaz, na Venezuela, que facilitaria a ligação do Amazonas com o Pacífico.


PARCEIRO

A discussão sobre a entrada da Venezuela no Mercosul não é ocasional. O país de Hugo Chávez é hoje o segundo maior comprador de produtos do Polo Industrial de Manaus, muito a frente dos EUA, que são o 4º do ranking da balança comercial do PIM.

R$ 175 MILHÕES DO 'EXPRESSO'?

Panfleto Assessores do ministro Alfredo Nascimento estão distribuindo recorte de uma pesquisa sobre a corrida ao Governo, publicada na semana passada, em que ele aparece com 42%, enquanto Serafim Corrêa (PSB), figura com 25% e Omar Aziz (PMN), com 22% das intenções.

TELEGUIADOS

Para evitar derrota na votação do veto do prefeito a um projeto da vereadora Glória Carrate (PMN), ontem a liderança de Amazonino na CMM preferiu derrubá-lo, como queria a oposição. A orientação foi feita após o vice-líder governista Homero de Miranda Leão (PHS) telefonar para o prefeito.

FOGO AMIGO

O detalhe na votação da matéria foi a atuação da vereadora Mirtes Salles (PP), vice-líder do prefeito na Câmara, contra o veto de Amazonino.


CONSULTORIA DE R$ 15 MILHÕES

O governo do Amazonas está gastando muito com consultoria. A grana é peluda. A Concremat Engenharia e Tecnologia, por exemplo, vai levar R$ 15 milhões para "elaborar estudos" que vão subsidiar o trabalho de recuperação ambiental e requalificação urbanística da bacia dO São Raimundo. É o Prosamim, com o caixa cheio de grana do Banco Interamericano de Desenvolvimento, que mandará a fatura para você nos próximos anos.

OS CARAS

O promotor Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior e a delegada Maria Cristina de Andrade Torres Portugal viajaram na tarde de ontem para o Mato Grosso, para ouvir o ex-policial militar Moacir Jorge Pessoa da Costa. Frank Oliveira da Silva, o “Frankezinho do 40”, que teria um plano para matar o promotor Ronaldo Andrade, coordenador da força tarefa que investiga o crime organizado, também será ouvido

.PEDIU CPI, VAI TER

O prefeito de Boa Vista do Ramos, Elmir Lima Mota (PSC) jura que nada tem de errado em sua administração e “autorizou”os deputados a criar uma CPI para investigar várias denúncias de vereadores da oposição. A briga vem desde o início do mandato, em janeiro deste ano. Nesta terça-feira ele se defendeu na tribuna da Assembleia Legislativa. A idéia da CPI vinha sendo gestada antes disso e o deputado Josué Neto (PP) avisa: pelo menos quatro deputados já decidiram pela assinatura no requerimento que o colega David Almeida (PMN) vai apresentar logo, logo. Se for assim, Boa Vista do Ramos repetirá Coari, criada para investigar graves denúncias contra o agora ex-prefeito Adail Pinheiro. Ironicamente, quem brigou pela CPI de Coari foi Wallace Souza, hoje cassado e preso, assim como Adail.


DEIXEM AS ORELHAS COMIGO

Josué Neto ouviu o prefeito de Boa Vista do Ramos (da mesma forma que ouviu seis vereadores descendo a lenha no prefeito Elmir Lima Mota, na semana passada), e sentenciou, voz pausada: “Eu não estou tomando o partido nem do prefeito e nem dos vereadores. Mas vocês vão continuar brigando até quando? Estou aqui para puxar a orelha mesmo. Sou deputado estadual e acho que tenho autoridade para puxar a orelha de vocês”.

ESSA HISTÓRIA DE LIVRO ABERTO...

Veja como o prefeito de Boa Vista do Ramos ajudou a apertar a corda no próprio pescoço: “Minha vida é um livro aberto. Autorizo uma investigação ou uma CPI, inclusive desta Casa, no nosso governo. E na Câmara também, para que a gente tenha um ponto final nisso. Eu quero, sim, uma aliança com o legislativo, quero caminhar com eles, quero que andemos de mãos dadas em benefício desse povo”. Só para lembrar: Elmir Lima Mota já deve ter percebido o que é ter a maioria dos vereadores na oposição.

NADA DE BEDELHO

A grande repercussão na imprensa sobre o local onde estão presos o ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro, o ex-deputado estadual Wallace Souza e o seu filho, Raphael, até agora não chamou a atenção dos três senadores e oito deputados federais do Amazonas. Quando Wallace foi cassado, Praciano distribuiu nota à imprensa parabenizando a Assembleia Legislativa pela decisão. Judiciário e Ministério Público, mais o sistema de segurança estadual, travam animada discussão sobre o fato de os três cada vez mais famosos presos tenham sido mandados para alojamentos em quartel da PM, ao invés da cadeia pública. A Justiça justifica a decisão de mantê-los fora da penitenciária, mas o MP e o sistema de segurança não digeriram muito bem os argumentos. Os parlamentares, diante da falta de consenso entre as partes, que legalmente têm poder de decisão, estão receosos de meter a mão em casa de maribondo e cuidam de tocar a própria vida.